Baia da Traição

A 78 km de João Pessoa, na Paraíba, está o município de Baía da Traição, que reúne praias desertas, lagoas, cachoeiras e rios entre suas principais atrações. Uma das versões para a origem deste curioso nome é a de que se refere à primeira expedição de exploração realizada pelo português Américo Vespúcio ao local, em 1501, quando três marinheiros teriam sido devorados por nativos, que antes os receberam amigavelmente.

 

O litoral da Baia da Traição é um dos mais belos do nordeste, tendo a configuração de meia-lua, onde se destacam praias sinuosas, falésias multicoloridas, dunas e uma linha de arrecifes, formando um conjunto harmonioso de rara beleza paisagística.

 

O seu contorno, da foz do rio Camaratuba à foz do rio Mamanguape, mede aproximadamente 40 km, nele existindo as praias Cardosas, Tambá e Forte, embelezadas por falésias multicores, cujas ondas revoltas as tornam preferidas pelos os surfistas; a enseada da Baia da Traição, famosa pela sua beleza e tradição; a da Trincheira, onde, em 1625, suas dunas serviram de trincheiras às forças portuguesas na luta contra os holandeses; e a praia de Coqueirinhos.

 

Para chegar aos principais pontos turísticos as melhores opções são buggy, motocicletas, barco ou mesmo à pé.

 

Quem visita a Baía da Traição não pode deixar de fazer o passeio de barco, saindo da Praia da Baía com volta pelo Farol, Banho da Ilha e Coroa. Outro passeio é a visita a uma das 12 aldeias indígenas potiguaras do município, com visita guiada pelo Centro de Cultura e Apoio ao Turista. À noite, o agito fica por conta de barzinhos e do forró.

fonte: http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2008/01/15/baia-da-traicao-paraiba

inner_page_bottom_image